Meu Facebook

Meu Facebook
A única guerra que se perde é aquela que se abandona

.

.

.

.

.

.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

:o/

.
O único pressuposto do governo democrático é a soberania popular, exercida pelo voto. Está acontecendo um golpe. Sem respeito à soberania popular, acontecendo um golpe, haverá um quadro de caos e violência. A saída é evitar o golpe. Circunscrever instituições à delimitação legal e constitucional. 
O golpe tem um braço midiático, de combate seletivo à corrupção, que é a senha da manipulação de um público desinformado, e atende a necessidades econômicas do andar de cima. Mesmo um reformismo fraco é muito para o Brasil. 
Há também um braço do sistema jurídico nesse golpe. O sistema está pensando o poder do Estado, sem voto, querendo ser uma espécie de poder moderador. Não é o Judiciário, é o sistema que quer mandar no Estado. Não se trata de combate à corrupção, mas de ganho de poder. 
A lição que fica é de que a grande tragédia brasileira, que tende a continuar, é a dificuldade em conviver com regras democráticas. O que incomoda é que os populares possam ter algum quinhão do Estado. Corrupção, afinal, é um conflito distributivo, e é um conceito vago o bastante para que endinheirados decidam o que é e quem é corrupto.
JESSÉ SOUZA
56, autor de "A Tolice da Inteligência Brasileira" (2015), presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), é professor titular de ciência política da Universidade Federal Fluminense e foi professor convidado na Universidade de Bremen

Tailor Mouse

Tailor Mouse