Meu Facebook

Meu Facebook
A única guerra que se perde é aquela que se abandona

.

.

.

.

.

.

quarta-feira, 16 de março de 2016

.


Muito teremos que refletir, é certo, para uma opinião segura sobre o significado da ida de Lula para o ministério. 
Mas algumas questões merecem destaque: 

1) Se o governo esta isolado, a principal tarefa é romper esse isolamento;

2) Para isso, é preciso um maestro, alguém capaz de liderar intensa agenda de diálogos com as forças aliadas, mas também com a oposição; 

3) Dilma e seu atual ministério vem demonstrando capacidade política limitada para fazer isso; 

4) As forças produtivas do nosso país precisam retomar a confiança em uma agenda capaz de reconduzir o Brasil a um novo ciclo de desenvolvimento; 

5) O argumento do "foro privilegiado" é engodo. 
O foro privilegiado não obstrui nem as investigações e muito menos a justiça. 
Haja visto que o STF conduziu quase que integralmente a pauta do mensalão e o resultado foi diversas lideranças com foro privilegiado condenadas. 
Não há portanto, que vestir essa carapuça... para desqualificar o movimento político, a oposição e a mídia terão que acentuar esse ponto; 

6) As expressivas manifestações de domingo mostraram intolerância com a política e com as saídas políticas (mesmo com relação à oposição), de forma que qualquer saída para a crise buscada no campo do fortalecimento institucional e, portanto, pela política será rejaçada. 
O clima é de ódio. 
E quem odeia Dilma, Lula, PT e todo nosso campo continuará odiando (não parece haver alteração significativa); 

7) Como um médico que na UTI acolhe a um paciente em estado gravíssimo, temos pela frente: mandar o paciente para os chamados "cuidados paliativos" e esperar a evolução de um quadro que levará irremediavelmente à morte; antecipar esse processo e promover uma eutanásia (proibida em nosso país, e nesta analogia, impensável para nós que pagamos caro para chegar até aqui) ou juntar forças e não medir esforços para salvá-lo. Não me ressinto, não me culpo, por crer que a luta pela vida seja o mais importante. 
No caso concreto, se Lula for capaz de liderar um novo PACTO em torno de um governo de emergência nacional, terá valido a pena. 

É o que esperamos e pelo que lutaremos, no embate de ideias, nas redes e nas ruas. 

Vamos à luta!!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tailor Mouse

Tailor Mouse