Meu Facebook

Meu Facebook
A única guerra que se perde é aquela que se abandona

.

.

.

.

.

.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Golpe

.
Trecho de um texto tirado do blog do Mario Magalhães:

"O impeachment da presidente da República sufragada em 2014 representaria enorme retrocesso. Aos tempos do século 20 em que se trocava o voto do povo pelo proselitismo das armas
Um arauto célebre do movimento que em 1964 derrubou o presidente constitucional João Goulart chamou, poucos anos mais tarde, o que acontecera pelo devido nome: “golpe vagabundíssimo''.
É golpe o que está em curso, Eduardo Cunha é golpista. O deputado retaliou Dilma pela decisão de petistas de votar pelo andamento de processo na Comissão de Ética da Câmara que, se for mesmo de ética, acelerará a cassação do presidente da Casa.
Retaliação, represália de Cunha… teu nome é vingança.
O Brasil de novo encontra-se, como escreveu o jornalista Janio de Freitas, na “encruzilhada escura''.
Se a escuridão triunfar, atrasaremos em décadas nosso relógio democrático.
Não é Dilma Rousseff que está em jogo. Mas a soberania do voto popular, que constitui um dos pilares da democracia."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tailor Mouse

Tailor Mouse